Paz a todos. É gratificante poder estar mais uma vez aqui no site postando uma reflexão. O tema desta de hoje surgiu de um acontecimento no sábado à tarde. Estava indo levar minha esposa e filho para casa quando um motorista que estava em nossa frente freou bruscamente, ocasionando uma leve batida. A principio o carro dele não sofreu danos, mas no meu carro quebrou um dos faróis. Esse episódio por mais natural que possa acontecer (mas não deveria), me deixou um pouco triste sim. Mas estava focado em um trabalho da igreja, e não permiti aquele incidente me colocasse pra baixo.

Após ter deixado minha esposa e filho em casa, retornei a igreja e ali permaneci até o termino daquela reunião. Quando foi hoje (segunda-Feira) fui até o trabalho de um dos membros da igreja, e ali retiramos o farol quebrado, e colocamos um novo. Até aqui você pode pensar que estou apenas relatando um episódio da minha vida. Mas em cada momento, até a recolocação de um novo farol, fui sendo ministrado por Deus em meu coração.

Em momentos como esse pode surgir um sentimento de raiva ou de revolta pelo acontecido. Uma briga com o motorista que freou bruscamente, ou indignação pelo farol quebrado; e por ai vai. Mas em todos os momentos pude ver a mão de Deus conduzindo todas as coisas. Desde me manter focado em Deus, como também agir com paciência. Isso não é mérito meu. Mas o Amado Espírito Santo assim me conduziu.

O Espirito Santo é como um farol que ilumina nossa vida e nossas decisões. Que nos ajuda a enxergar em meio a escuridão das incertezas e falta de fé. Que nos direciona a vontade de Deus, quando assim estamos debaixo da Sua luz. Precisamos sempre ter esse farol em nossas vidas.

 “Porquanto, todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus”. (Rm 8.14)

Deus abençoe a todos!

prrodolfosilva.com.br